quarta-feira, 17 de outubro de 2018

O caminho


              
 
Temos visto, neste momento de profunda confusão no Brasil, muitas pessoas cristãs citando trechos da Bíblia como justificativa para seus atos, um dos trechos citados, um versículo em especial, é Jo 8, 32 “conheceis a verdade e a verdade vos libertará”, dito assim sem seu contexto, ele pode ser usado de diversas formas, principalmente por pessoas que não tenham uma boa intenção, mas se colocarmos esse versículo no seu contexto e na perícope completa que vai do versículo 31 ao 32 teremos: Dizia, então, Jesus aos judeus que tinham acreditado nele: “Se permanecerdes em minha palavra, sereis verdadeiramente meus discípulos, conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.”
            É fácil perceber a diferença, o versículo 32 aparece como a oração principal em um período cuja oração subordinada está em destaque, começando por uma conjunção condicional. O autor do Evangelho de João quis chamar a atenção, na fala de Jesus, para a importância de permanecer em sua palavra, sob seus ensinamentos, só sob essa condição, a verdade será alcançada e só sob essa condição, os que n’Ele creem serão libertados.
            E o que isso tem a ver com o nosso país? Muito. Pois é necessário que se responda: o que é permanecer na palavra de Jesus? Permanecer na palavra de Jesus é seguir Jesus. E quem foi Jesus? Jesus é o Cristo, a salvação de todos, mas acima de tudo é o exemplo de conduta e amor pelo próximo. Ele foi acolhimento, amorosidade, generosidade, perdão, acima de tudo perdão. Andou com a escória da sociedade da época, com um único intuito: o de mostrar que somos todos iguais e que todos merecemos amor e perdão. Jesus não julgou. Em Mt 7,1 ele alerta: “Não julgueis para não serdes julgados.”
            E o que muitos estão fazendo neste momento? Ao usarem passagens do Evangelho para iludirem aqueles de boa fé, postam-se como salvadores, como redentores, como pessoas ilibadas que podem julgar aos outros, mas oferecem o que Jesus foi? Oferecem a amorosidade, o perdão, o acolhimento? Oferecem a beleza de um coração que não julga e não condena, mas que busca tocar as vidas e estender-lhes a mão, a mão da misericórdia, a mão da ajuda, a mão que salva não a que afunda ainda mais quem sofre. É a mão que estende para outra mão e esta para outra e esta para outra e assim por diante, até que tenhamos uma grande corrente de mãos dispostas a não agredir, a não apedrejar, a não violentar.
            Não é possível que ainda hoje se acredite em quem utiliza da palavra de Deus para propor a violência, para propor a discriminação, para propor a marginalização e a segregação. Que o faz desta maneira é porque não tem Deus no coração, não segue os passos de Jesus, não é um de seus discípulos, é apena um manipulador da fé alheia, é apenas um dos tantos hipócritas que vagam pelo mundo procurando apenas vantagens para si, não lutam pelo outro, não querem que o outro seja acolhido, amado, salvo. O que querem? O que realmente querem? É o poder, é o dinheiro, é a manutenção de seu pequeno reino de mentiras, de agressão, de violência.
            É triste, muito triste que o Brasil esteja vivendo esse momento. Um momento em que as liberdades individuais estão seriamente ameaçadas, um momento em que o amor, o acolhimento, a generosidade, a caridade, a empatia e a compaixão estão sendo colocadas de lado, estão sendo vilipendiadas, pelo ódio, pela mentira, pela desfaçatez, pela hipocrisia. Não podemos deixar que isto aconteça, muito menos que isto aconteça utilizando o nome de quem só ofereceu amor, de quem veio para ensinar o amor e a compaixão. Temos que nos unir, temos que ser fiéis ao amor, temos que ser fiéis à compaixão, temos que ser fiéis à caridade e ao maior mandamento de todos: amai uns aos outros como Ele nos amou.
Fábio Martins
BH 17/10/2018

domingo, 7 de outubro de 2018

Caminhante do caminho



Gosto de fotografar caminhos, talvez por já ter percorrido tantos, alguns muito ruins, alguns maravilhosos, alguns apenas necessários. Olho para trás e penso em tudo que já vivi e no que estou vivendo hoje, que caminhos trilharei amanhã? Que pegadas deixarei para minha filha? Que pegadas ela seguirá e quais as outras que ela deixará pelos caminhos que escolher? 
Alguns caminhos foram árduos, difíceis de percorrer, machucaram, deixaram cicatrizes, mas estes foram os que me moldaram, que me fizeram ser quem sou hoje. Meus pés trazem as marcas dos muitos passos que dei, das muitas direções erradas que tomei, mas também trazem as marcas dos muitos lugares maravilhosos que pisei.
Lembro sempre dos versos de Antonio Machado que aprendi com minha irmã Lurdinha: Caminhante não há caminho, só faz caminho ao caminhar...e tenho caminhado, continuarei a caminhar, pois é o caminho que me forma e me reforma...é o caminho que me compõe e me faz seguir, com esperança, mesmo quando ele é cheio de espinhos, com fé, mesmo quando ele parece levar a lugar nenhum, com amor, mesmo quando as pedras são muitas, é o caminho que me move e me comove. Tenho uma companheira de caminhada, em breve terei duas, hoje o caminho já não é mais solitário, nem triste, embora muitas vezes não seja fácil, mas espero que, ao final, eu possa olhar para trás e dizer o quanto foi bonito meu caminho e o quanto me orgulho de meus passos.

Esperança II


Estamos te esperando
com todo o carinho
sorrindo, pensando
amando
e cantando
baixinho
para você vir sorrindo
brincando de viver
amolecendo teu pai
derretendo tua mãe
realizando o sonho
Agora te ponho
naquele lugar
especial
todo preparado
ajeitado
cuidado
que é o coração
sítio organizado
sentido
afofado
para quem
estamos
a amar
BH 04/10/2018

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Dormiu enamorat


Dorme, meu amor
descansa teu corpo
de musa
descansa tua alma
de mãe
Dorme
enquanto olho por ti
Descansa
pois teu amor é
infinito
e guia sempre a mim
para o lado mais bonito
do viver
Meu ser é vulcão
é erupção de
sentimentos
mas teu ser
me acalma
me emociona
toca minha alma
e me faz crer
que a vida pode
ser linda
e leve
que sonhos se realizam
e tornam-se novos
caminhos
para vivermos
nossa aventura
da construção
e eternização


de nós

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Divagações


Teu sorriso de menina
me encantou
Teu olhar de mulher
me conquistou
O tempo gotejou
dia infinitos
O sabor da vida parecia não chegar
loucuras fáceis
noites esticadas
frases mal rimadas
segundos contados
esperando
você ao meu lado
nada é fácil de acontecer
mas o que é fácil
não tem graça
e a graça recebida
é você em minha vida
sempre
meu amor
acolhedor é sentir
ao nosso redor
tudo de bom
energia que trança
dança etérea
nossa história é essa
delícia de dança
ao sabor
das nuvens de Deus
somos teus
eu
e quem vier
e quem mais quiser
para formar a família
maravilha
de viver

BH 17/08/2018

sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Esperanças


Seu pai te espera
sua mãe te aguarda
bebê venha logo
É longo o tempo
até você chegar
mas nós ficamos aqui
te amando e desejando
bebê venha logo
Será que você vai ser
menino ou menina?
Que boca vai ter?
Que nariz vai crescer?
Bebê venha logo
Vai ter cabelo?
Vai nascer careca?
Vai chorar muito?
Bebê venha logo
Ficamos aqui sonhando
te esperando
bebê venha logo
A espera é boa
mas a realidade
será ainda melhor
te ter no colo
será a coisa mais bela
e uma vitória
do amor que temos
por você
Bebê venha logo

BH 11.07.2018

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Identidade


Poema de Mia Couto, daqueles que eu gostaria de ter escrito


Preciso ser um outro
para ser eu mesmo

Sou grão de rocha
Sou o vento que a desgasta

Sou pólen sem insecto

Sou areia sustentando
o sexo das árvores

Existo onde me desconheço
aguardando pelo meu passado
ansiando a esperança do futuro

No mundo que combato morro
no mundo por que luto nasço